Os compadres vão à feira de Castro

Dois compadres combinaram:

– Compadre, amanhã vamos à feira de Castro!

O outro disse:

– Vamos, se Deus quiser!

– Oh! Mesmo que Deus não queira, nós vamos à mesma.

Bem, no outro dia de manhã iam para a feira, tinha havido tourada, soltou-se um touro, vem na direcção deles, fugiram, fugiram, subiram para cima de uma azinheira.

O touro lá de roda da azinheira, não saia de lá, eles lá em cima, não vinha ninguém buscar o touro.

– Então como é que a gente sai daqui?

Fez-se meio dia, fez-se tarde e já à noite é que o touro abalou.

Eles queriam ir para a feira, mas passou-se o dia e não foram. Assim que o touro abalou desceram-se da azinheira.

– Bem, compadre até para o ano, logo iremos à feira para o ano que vem, se Deus quiser.

O outro respondeu-lhe:

– Se Deus quiser e o touro deixar.

Nazaré Fabião

Amendoeira do Campo

30 Setembro 20

[Por vezes uma anedota confunde-se com uma “parte”, até porque relatam coisas que bem poderiam ter acontecido].

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

Comentários recentes

Arquivo

Categorias