Fomos aos sapos e sapos não vimos.

Fomos aos sapos e sapos não vimos.

Havia por lá gente, muros de pedra e em taipa e, ao longe, uma capelinha.

Hoje ali voltamos, levando connosco contos para trocar por histórias.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes

Comentários recentes

Arquivo

Categorias