O padre sem medo

Havia um padre numa paróquia que era muito adorado, muito amado por todos e então o povo gostava tanto daquele padre que escreveu na igreja padre adorado é um padre sem medo toda a gente gostava de ver lá aquele letreiro até que um dia passa o rei. Passa o rei na carroça, olha para aquilo e lê padre adorado padre sem medo, toda a gente tem que ter medo e o padre não tem medo, como é que é isto?

Mandou chamar o padre, como é que é isto? Aqui no reino tomos têm medo do rei, o padre não tem, como é que é isto?

– Foi o povo que escreveu lá aquilo, a responsabilidade não é minha.

O rei respondeu, isto aqui não é assim, amanhã vai ser julgado na praça pública, tem que responder a três perguntas, se você não souber responder, cortasse-lhe o bico.

O padre, corria-lhe a vida às mil maravilhas, de repente fica assim pendurado, ficou triste, aborrecido, abala barranco abaixo e encontra um moleiro encantado da vida cantando a moda ensacando a farinha em sacos, corria-lhe a vida bem, encontrou o padre triste, chorando, então senhor prior o que é que se passa com a sua vida:

– Nem queira saber, aconteceu-me isto, amanhã vou ser enforcado, sei lá eu quais são as perguntas que o rei vai perguntar.

Diz o moleiro assim:

– É por causa disto que você está nisto? Não tenha problemas, quem lá vai estar sou eu, empreste-me a batina.

O homem cheio de coragem e o padre, não me diga que você é capaz disso. Sou, não tenha medo que não lhe acontece nada, venha para cá a batina.

Chegou lá ao julgamento, a praça cheia de gente, a forca preparada, aquilo era muito alto, o rei lá de cima e diz bom, vamos lá a ver se você sabe responder a três perguntas. Faça perguntas à vontade, não tem problema. Então, diga-me lá senhor prior, quanto pesa a Terra.

– Sua majestade, há-de desculpar, mas para a gente pesar a Terra temos que separar as pedras mas depois de separar as pedras todas chegaremos a esse peso.

Pensou assim o rei, este bicho é esperto, está bem, está bem, a resposta está aceite. Então, segunda pergunta, quanto valho eu?

– Sua majestade, então se Jesus Cristo valeu três moedas de ouro, então você uma moeda, uma moeda e meia, não pode valer mais do que Cristo. Diz o rei, pois claro, é verdade, não podia negar. Bom, se é assim tão esperto diga-me lá uma coisa: em que é que eu estou a pensar?

Ele despe a batina do padre e diz assim, você pensa que está a falar com o padre e está a falar com o moleiro.

Sérgio Valente

Roncão do Meio

14 de agosto 2021

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos recentes

Comentários recentes

Arquivo

Categorias