Escritor e Escutador de Histórias

apicultor, dos poucos em Portugal que se dedicam à transumância, viaja com as suas abelhas pelas regiões do Alentejo e do Algarve.

Em criança coleciona carros de brincar, e depois, mais crescido, dedica-se a fotografar os moinhos de Portugal e cantos de pássaros que aprende, desde cedo, a nomear em latim.

Cedo descobre, em família, o gosto de escutar e contar as histórias dos antigos e há vários anos que se dedica à escrita das estórias que ouve contadas por pessoas comuns.

Hábil no trabalho com a memória das gentes, sabe preservar as marcas de linguagem da oralidade e, fazer fermentar a genuinidade dos acontecimentos, que tempera com a sua intima poesia.